Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Um ser sereno

 

 

 

Quem me chama

Para me acordar deste torpor?

Porque é só para mim que o dia

É irmão gémeo da noite?

Encontro-me só

No meio da multidão

E preencho os meus dias

Com os vazios da minha alma .

Tento sorrir

Tento sonhar,

Tento ser gente…

E não consigo.

As árvores e as aves

Contam coisas a meu respeito

E choram…

Sou pedra fria

Sou água salobra,

Sou sombra ,

Sou ar rarefeito...

E sento-me a pensar…

Penso na indiferença ,

Na raiva,

No destino,

E tento ser

Um ser sereno

publicado por ferrus às 21:09
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Renascer

. Um ser sereno

. Eu...

. Cortem-me...

. Dia do Motociclista

. Tu aí!

. O casulo da Vida

. Um beijo, meu pai

. Vou...

. Amigo Zé Freire

.arquivos

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds