Quarta-feira, 25 de Julho de 2007

Ao outro lado do fado

(Foto de João Falcato (ferrus) - Em Palmela)

................................................................................

 

 Dedicado às minhas filhotas

................................................................................

Ao outro lado do fado,

Minha semente,

Te encaminho:

Neste caminho

De dor ausente;

Para o outro lado…

 

Neste nesga de força

Que descubro e invento

Te encaminho:

Neste caminho

Longe do lamento…

Até que a morte impeça!

 

Na imagem de calmaria,

Meu doce amor,

Te encaminho:

Neste caminho

De noite feita dia,

De frio feito calor…

 

E se outro melhor

Não vier,

Não me acamo,

Nem acalmo!

 

Ao outro lado do fado

Te apoio e sossego;

Meu paraíso, minha ilha:

Meu amor, minha filha…

publicado por ferrus às 21:31
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Papoila a 25 de Julho de 2007 às 23:05
"Meu paraíso, minha ilha:
Meu amor, minha filha..."

Nestas palavras está a dedicatória de um amor incondicional... como mãe que sou o senti.

Beijos
BF
De Bruna Pereira a 26 de Julho de 2007 às 09:23
Ter filhos deve ser como ter partes do corpo a andarem sozinhas pelo mundo fora. Com o mesmo sangue. Bonito.

:)
De Christiani Rodrigues a 26 de Julho de 2007 às 14:57
Filhos são seres sempre bem vindos, mesmo quando nos chateiam, em qualquer fase da vda quando vemos seus rostos nos acalmamos.
Bjos aí do outro lado do Oceano.
Chris
De era uma vez um girassol a 27 de Julho de 2007 às 22:32
Olá Ferrus !
Ainda bem que consegui dar como teu novo espaço!
Vou linkar-te novamente...
Bonito poema para as filhotas, muito doce e protector.
Continua a escrever, poeta...
Já tens um livro?
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá Ferrus ! <BR>Ainda bem que consegui dar como teu novo espaço! <BR>Vou linkar-te novamente... <BR>Bonito poema para as filhotas, muito doce e protector. <BR>Continua a escrever, poeta... <BR>Já tens um livro? <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bjs</A>
De Isabel Filipe a 30 de Julho de 2007 às 16:16
o poema é lindo ...

mas há uma tristeza grande nas tuas palavras ... ou será que não entendi bem???


bjs e boa semana
De Caminhante a 2 de Agosto de 2007 às 22:14
Filhos e poesia.
Versos de riso e chôro.
Sons, cheiros, abraços.
Nós mesmos, ali, neles.

Parabéns por teu espaço.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Renascer

. Um ser sereno

. Eu...

. Cortem-me...

. Dia do Motociclista

. Tu aí!

. O casulo da Vida

. Um beijo, meu pai

. Vou...

. Amigo Zé Freire

.arquivos

. Julho 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds